DOAÇÃO DE DOCUMENTOS        PARCERIAS        SÓCIOS        CONTATO    
    HOME        ARQUIVO        NÚCLEOS        IMIGRAÇÃO        PUBLICAÇÕES        NOTÍCIAS        BUSCA    
   Notícias      AHJB na Tribuna Judaica      Veja em nosso acervo   

 A pesquisadora Elaine Herrera entrevista Lúcia Chermont, Historiadora e Supervisora de Atendimento e Pesquisa do Arquivo

O que é o Arquivo Histórico Judaico Brasileiro para a comunidade judaica no Brasil?

O arquivo para a comunidade é a preservação da memória judaica, fora da comunidade judaica o arquivo histórico tem prestado um serviço de divulgação, de pesquisa. Disponibilizando o acervo a todos os pesquisadores.

Qual o perfil dos visitantes do AHJB?

Tem sido muito variado, alunos de graduação em história, turismo relações internacionais, comunicação social e surpreendentemente estudantes de gastronomia. Além da procura de pesquisas para monografias de pós-graduações, teses e dissertações de mestrados.
Grupos de alunos das escolas judaicas pesquisam no arquivo. Também existe uma procura para publicações de uso comercial como: editoras, revistas, produções de filmes para cinema e TV.

Qual é a expectativa para abertura do Museu Judaico de São Paulo?

Temos uma parceria com o Centro de Cultura Judaica e com o Museu Judaico que ocupará o espaço da sinagoga Beth-El, no centro. Estamos torcendo pelo projeto e pela inauguração do Museu.

Como foi formado o acervo do AHJB?

O acervo é composto unicamente por doações, hoje as pessoas têm mais consciência sobre o valor da preservação das informações. Inclusive nossa fototeca é climatizada, enfim, o lugar propício para resguardar a memória para as futuras gerações.
O arquivo judaico nasceu da necessidade de se ter um espaço para guardar, o que as pessoas no cotidiano não tinham a preocupação de preservar, por exemplo: jornais e revistas de época, que registravam a história da comunidade judaica no Brasil.

O resgate e a preservação da memória constituem o AHJB, de que forma podemos descobrir se há em nossa genealogia, uma descendência judaica?

É interessante, hoje muitas pessoas procuram o arquivo, pois acreditam ser descendentes de judeus. Essa curiosidade tem sido crescente, o arquivo tem um núcleo de genealogia, é só entrar em contato genealogia@ahbj.org.br. O historiador e mestre em História Social pela USP, Paulo Valadares tem realizado um ótimo trabalho neste núcleo. Ele publicou, juntamente com outros diretores do AHJB, o Dicionário Sefaradi de Sobrenomes.

Enfim o arquivo judaico está aberto à pesquisa, com o intuito de proporcionar o encontro com a história e a cultura judaica.

O AHJB fica aberto ao público de segunda à sexta, das 9:00h às 17:00h
Rua Estela Sezefreda, 76 Pinheiros, São Paulo.
Fone para informações: 21574123 ou 30880879
WWW.ahjb.org.br

Veja a entrevista no link: http:/cpantiguidade.wordpress.com



voltar

 Copyright © e termos de uso